25 dezembro, 2010

Paulistinha ou Danio Reiro

É um peixe pequeno medindo quando adulto 5 cm, vive em cardume e apresenta um ritmo frenético (adora fazer perseguições, saudáveis, aos outros peixes do próprio cardume). Apresenta comportamento pacifico e é muito resistentes. É um peixe muito apreciado por aquaristas iniciantes visto que dificilmente adquire doenças, desde que seja respeitada a manutenção do aquário e os cuidados necessários. É um peixe que anima o aquário, pois vive se movimentando de um lado ao outro. Também é conhecido como Peixe Zebra Danio, Bandeira Paulista, Danio e Bandeirinha. Gosta preferencialmente de água cristalina, em água pouco cristalina não se sente muito bem. Sua expectativa de vida é de aproximadamente três anos. Uma curiosidade é que o paulistinha cuja o nome cientifico é Brachydanio rerio é muito usado em estudos de ecotoxicologia, biomonitoramento e bioindicador da qualidade da água. O Paulistinha tolera os extremos de temperatura, ele se mantêm vivo tanto em temperaturas altas corno as mais baixas, porém é imprescindível que se mantenha sempre em torno de 25°C., o pH também é fator que não afeta em suas pequenas variações, entre 6,8 e 7,4.  Em experimentos percebeu-se que paulistinhas criados em pH muito baixo (6,2) ou muito alto (7,8) se alimentam mais do que deveriam, talvez pela falta de absorção de sais da água pelo processo de osmose, que deve ficar prejudicado em acidez ou alcalinidade extremas. Como é um peixe que vive em cardume é recomendado que se adquira pelo menos cinco exemplares, porem cuidado ao constituir o cardume, grande quantidade desse peixe pode causar estresse nos demais habitantes do aquário, já que o paulistinha é bastante agitado.

Abaixo estão as variedades mais comuns de paulistinhas:

.....

1- Paulistinha-Ouro
2- Paulistinha-Leopardo (Paulistinha-Tigre)
3- Paulistinha-Véu
4- Paulistinha-Véu-Leopardo-Albino 


  • Nome científico: Brachydanio rerio
  • Tamanho mínimo do aquário: 40 L
  • Tamanho máximo do peixe: 5 cm
  • Habitat original: Ásia
  • Circulação: Média
  • Comportamento: Pacifico
  • Alimentação: Ração em flocos, larvas de insetos e artêmias.
  • Reprodução: Ovíparos
  • Dimorfismo sexual: De maneira geral não apresenta dimorfismo acentuado ou aparente. As fêmeas sexualmente maduras são mais cheias e largas com cores mais suaves. A cor da região de fundo do corpo é branco prateado. No macho a cor da região de fundo é mais para o amarelo ouro entre as linhas longitudinais preto-azuladas (mais coloridos). Bem como em muitos peixes, nos paulistinhas também pode perceber que as fêmeas são geralmente maiores e mais gordas e os machos mais coloridos. Porém essa diferenciação é realmente muito difícil, por tanto, não acredite muito quando um lojista/vendedor tentar vender ''casais''.
  •  
Veja no quadro abaixo outras variedades de espécies de paulistinha:



A seguir um pequeno vídeo com o comportamento dos animados paulistinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário